sexta-feira, 20 de novembro de 2015

ASBIRA

Lá na praça da QE-30 a “ASBIRA”- Associação de Biriteiros e Afins , está em assembleia permanente pois o governo está querendo aumentar o imposto sobre a caninha nossa de cada dia , inclusive tirando o subsídio do mel cruel, a revolta é grande.



Segundo o velho Caixa isso é uma coisa inaceitável para os consumidores, teve alguns que chegaram a tentar suicídio, bebendo água mineral.
Outros no auge do desespero ameaçaram que iam trabalhar, enfim iam chocar o mundo...mais do que Mariana e a carnificina parisiense, segundo os líderes do movimento.
O Caixa Preta aproveitou para rapidamente contar uma daquelas histórias que ele guarda na memória, de vez em quando ele solta uma e essa foi de lascar.
Diz ele que um belo dia, um cabra bateu na porta da sua casa, o Caixa atendeu com aquela cara de contrariedade pois pensava que era um daqueles consultores financeiros, o popular cobrador, mas ficou mais calmo quando o cidadão começou a perguntar:
-O senhor tem filhos adolescentes ,crianças pequenas ?
-Não tenho, não senhor...
-Tem cachorro, gato, papagaio ou qualquer bicho de estimação?
-Não senhor...
-Tem som potente, rádio, toca algum instrumento de percussão ?
O Caixa já estava ficando meio cabreiro com tanta pergunta e resolveu também fazer perguntas ao misterioso entrevistador:-Não... mas gostaria de saber o porque de tantas perguntas? O senhor é fiscal de algum órgão ? Trabalha no Censo de ridículo?
Abrindo um largo sorriso o entrevistador deu uma resposta inusitada:
-Não...Não,é que estou querendo comprar a casa vizinha e quero saber se vale a pena.
O Caixa ficou uma arara!