terça-feira, 3 de maio de 2016

COISAS DO MUNDO

Ao passar pelas abandonadas praças do Guará e dar de cara com algumas ratazanas, a emoção é muito grande. Parecem capivaras passeando, tranquilamente, pra lá e pra cá. A sensação é de participar de um Safari nas selvas africanas. A sujeira toma conta e o descaso é de encher os olhos.


O Caixa Preta ao meu lado, emocionado, urrava, talvez com vontade de dar um murro no Galak, ou talvez só a vontade de desabafar.
Sem ter muito oque fazer, o velho Caixa fez uma observação sobre o que viu nas redes sociais ou leu em algum jornal:
- Acompanhe o meu raciocínio: se a expectativa de vida dos brasileiros é de 75 anos (o presidente diz que viveremos até os 104), a partir daí o cabra tá fazendo hora extra na terra, o que acontecer daí pra frente é por sua conta e risco.
Um casal lá do interior, ponha interior nisso, resolveu procriar, ele com 87 anos e ela uma jovem de 51,casaram para constituir família, pois onde come um, dez passam fome. Descobriram que serão pais de gêmeos e quase morrem de alegria! Estão comemorando como se tivessem a descoberta para a cura do câncer.
Afinal de contas, comemoram o que? Quem vai criar a prole? O resultado pra mim soa como se tivessem feito inseminação artificial na esposa de Tutakamom, só pode ser brincadeira de mal gosto!!