quinta-feira, 23 de agosto de 2018

A FARRA ESTÁ BOA

Parece que tem muito pedreiro fazendo hora extra, pois quando chega final de semana as construções começam a crescer num ritmo pra lá de frenético. 



Quase todas com algum tipo de embargo da Agefis e da própria Administração, mas fazem de conta que não é com eles e danam o pau a levantar paredes. Como sempre falo, aqui é o paraíso das irregularidades em matéria de construções, puxadinhos e assemelhados.
Dá gosto ver a cidade toda desfigurada com essas gambiarras. A população já cansou de reclamar, parece que essa turma é invisível, só eu e o Velho Caixa vemos.
Agora o que me espanta mais ainda é o que estão tentando fazer com o Guará, um órgão ligado à Secretária de Estado Gestão do Território e Habitação- SEGETH, a famigerada Central de Aprovação de Projetos- CAP que sem conhecerem a cidade e a revelia de tudo que existe dentro do plano urbanístico vigente (a nova Lei de Uso e Ocupação do Solo- LUOS sequer foi votada na CLDF), utilizam-se da velha desculpa de agilizar projetos, atrás de uma mesa de gabinete e sem conhecer a realidade da cidade, fazem a máquina andar às custas do sofrimento da população, querendo empurrar mais essa aberração goela abaixo, como sempre fazem esses aprendizes de feiticeiros.
A prova maior disso tudo é um prediozinho maroto que foi erguido em área residencial bem em frente a um supermercado, onde a destinação da área foi misteriosamente mudada, acabando com o pouco sossego dos moradores ali dos arredores, pois até a calçada foi toda transformada em estacionamento.
A única certeza que temos é que todas as leis vigentes foram atropeladas, inclusive as de impacto de vizinhança e mobilidade. Esperamos que o bom senso volte a prevalecer e o governador mande rever tal absurdo.
A população do Guará merece respeito, e muito!

2 comentários:

  1. No final de semana, Rollemberg e seu alegre governo vão para o NaPraia brincar de fumacê.

    ResponderExcluir