quinta-feira, 2 de agosto de 2018

UM TERRÍVEL PESADELO

Estava a me lembrar de algumas coisas enquanto ouvia o Caixa Preta sentando a ripa na rapaziada que está tentando se eleger de todas as maneiras, até mesmo que vendendo a alma ao diabo.



Uma coisa que me veio a memória foi aquela cidade a beira mar que durante muito tempo foi carinhosamente chamada e conhecida no mundo inteiro como Cidade Maravilhosa.
Era o verdadeiro cartão-postal do Brasil para o resto do mundo. Sem querer, fiz uma comparação com a que vivemos, essa que chegou a ser orgulhosamente chamada de a Capital da Esperança, na época da transferência da capital para cá.
Mas com o passar do tempo, políticos inescrupulosos por aqui aportaram e aprontaram, mas ainda aprontam tantas, e na maior cara de pau aparecem com a solução do que não fizeram e nem se preocupam em melhorar a nossa vida por aqui, tudo isso sem um pingo de pudor. Esses políticos parecem santos que deixaram o conforto do céu pra quebrar o nosso galho por aqui. Haja óleo de Peroba!
Hoje imagino que talvez Dom Bosco não teve um sonho, mas um pesadelo terrível ao prever em que isso tudo se transformaria, mas guardou segredo pra não amedrontar a galera. 
Tem até alguns que participaram do desmonte do DF, quando eram liderados pelo velho coronel da Bezerra de Ouro. Aprontaram poucas e boas e hoje estão, na sua maioria, encalacrados com a justiça, jurando inocência, e querendo infiltrar seus laranjas no futuro governo pra não perderem a boquinha.
Velhos camaradas, tudo farinha do mesmo saco, hoje desesperados, pois correm o sério risco de ficarem fora da jogada.
É preciso abrir o olho com essa cambada, pois a única coisa que almejam é uma sombra nas tetas da viúva, ou conseguir mais um passaporte pra poder continuar fazendo merdas e jogando a conta amarga mais uma vez pra população.
Cria vergonha, DF!