terça-feira, 7 de agosto de 2018

OMISSÃO E COVARDIA

Nesse final de semana fiquei sabendo de um assassinato de uma jovem por um truculento marido, todos os dois com boa formação escolar e bem situados dentro da sociedade.



Mas o que realmente me chamou a atenção, vendo as cenas amplamente divulgadas nas redes sociais, foi a brutalidade do assassinato, que começou dentro do carro, com sequência dentro de um elevador (onde o vigia deve ter assistido a tudo), culminando com a queda do 4ºandar em um prédio onde moravam em Guarapuava-Pr e a omissão covarde de todos os moradores, que pra mim são todos cúmplices do assassinato.
Pra variar, sempre com aquela velha desculpa idiota tão bem assimilada por uma sociedade omissa e hipócrita de que “em briga de marido e mulher, ninguém mete a colher”,um ditado onde mostra o descaso e o comodismo das pessoas, que pouco estão se lixando com o que passa em volta, mesmo atos como esse.
Todos nós sabemos que dentro de prédios residenciais o que rola é aquele famoso clima de fofocas, onde o que reina é a vida alheia, que parece ser muito interessante para esses dementes, covardes e omissos.
A maioria está sempre atenta ao horário que você chega em casa, os porres que você toma, os amigos que frequentam o seu apartamento, monitoram até a altura dos peidos que você solta no corredor e as quedas quando você chega do boteco depois de ter tomado todas e mais algumas.
Portanto, não existe desculpa nem perdão para tão grave omissão, pois apesar dos apelos e gritos da vítima, preferiram o silêncio cúmplice atrás das portas.
Espero sinceramente que nenhum tenha paz enquanto viver, leve por toda a vida nos ombros o peso dessa omissão covarde.