sábado, 30 de julho de 2016

INVASÕES E TERRORISMO

Passamos lá no Porcão para tomar uma gelada e provar as delícias da Al-Qaeda. Não, não é o grupo terrorista,esse é o apelido que o velho Caixa arranjou para a cozinheira. Os pratos são verdadeiros ataques terroristas a flora intestinal, não tem chá de boldo que dê jeito. Vivo pedindo a Deus que ela não descubra como a chamamos, pois ela é mãe do Galak nas horas vagas. 
Depois de provar, se o cabra for fraco com certeza pedirá a vinda da morte,mas ela não virá e o sofrimento é grande, um verdadeiro terror. Mas falemos de coisas sérias que realmente nos preocupam por aqui. Parece que a demora na implantação da tal “Cidade do Servidor” ou das quadras 44 a 58,próximo a QE-38 está criando já um bocado de problemas, agora e futuros.
Nota-se uma gradual deterioração das obras de infraestrutura implantadas por lá, pois sorrateiramente, já nota-se um câncer que se instalou no Guará: as invasões desordenadas que se alastram de forma insidiosa, matando o nosso plano urbanístico, trazendo para a cidade um peso que provavelmente será difícil de gerir futuramente e isso é preocupante.
Por onde se anda depara-se com alguma se formando, sem que as autoridades competentes tomem qualquer providência para frear o abuso que é cometido contra a propagação de tais crimes. Está mais que passando da hora de dar um basta nessas aberrações que parecem surgir do nada e crescem de maneira assustadora.