quarta-feira, 8 de março de 2017

DE OLHO NA GRANA

Sem apresentar nada que justifique,a Caesb apresentou a Adasa um plano para colocar a mão no dinheiro arrecadado até agora com a crise,projeto detalhado nem pensar,um verdadeiro engôdo.Para o representante do Fórum Permanente em Defesa do Parque Ezequias Heringer, José Gurgel, o povo continua pagando pela falta de planejamento do governo. “Em dois anos e meio, a Caesb não fez sequer um projeto para evitar a falta de água. Caminhão pipa? Vamos voltar à idade da pedra?”, questionou.
No meio do seu discurso, ele ironizou a atuação conjunta da Adasa e da Caesb. “Com este dinheiro da tarifa de contingência, daria para comprar água mineral para toda a população do Distrito Federal”, ironizou. Gurgel não considera que essa audiência pública vá resolver de maneira transparente como gastar o dinheiro da tarifa de contingência. “Isso não adianta nada. Teria de ser realizada uma audiência deliberativa”, comentou.