segunda-feira, 16 de abril de 2018

SILÊNCIO ENSURDECEDOR

Depois de muito pensar, cheguei a conclusão que a tal da Lei do Silêncio que querem nos empurrar goela abaixo, nada mais é do que uma promessa eleitoreira feita em mesa de boteco depois de algumas doses, pois a coisa é tão sem noção que só pode ser obra de algum desocupado ou bêbado.



Quem sabe talvez para aplacar doadores de campanhas, que querendo salvar os decadentes estabelecimentos noturnos, muitos deles instalados em áreas irregulares, que, através de algum artifício conseguiram licença de funcionamento.
O intuito é de acabar com o sossego de milhares de pessoas que trabalham duro e, ao chegar em casa, o que mais desejam é relaxar.
A tal Lei do Silêncio, que na verdade de silenciosa não tem nada, propõe pura e simplesmente a permissão do barulho, através do aumento de decibéis permitido, esse é o mote da tal lei, ora, durma com um barulho desses.
O que se espera é que a CLDF faça alguma coisa em defesa da população, pois essa é de lascar.
Toda sociedade está esperando pelo fim desses delírio de demência que querem nos impingir, sempre em beneficio de amigos ou financiadores de campanha. Lembrem-se senhores deputados, botequeiros e donos de casa de shows não elegem ninguém e barulho não é cultura em lugar nenhum do mundo.