segunda-feira, 2 de abril de 2018

O BOLO

Essa quem me contou foi o Caixa Preta, o cabra diz que foi por essas bandas. Um amigo dele era um pé de cana inveterado, bebia todos os dias, começava assim que o boteco abria.


O dono do boteco, um dia resolveu aprontar pra cima dele. Chamou o cara no cantou e falou de uma festa zero oitocentos onde o que não ia faltar era cachaça! O bebum ficou salivando e babando quando ouviu, pediu logo o endereço da tal festa, pois queria chegar cedo e aproveitar.
Grande sacana que era, o botequeiro deu todas as dicas, inclusive que ele tinha de chegar cantando parabéns pra mostrar que era um dos convidados, pois talvez já tivesse começado e muita gente podia estranhar sua presença.
Na verdade a tal festa não era bem uma festa de aniversário, mas sim um velório. Ele no maior entusiasmo já entrou batendo palmas e cantando parabéns.
Dois seguranças que estavam no velório, agarraram o bebum levaram lá pra fora e deram a maior surra no pobre coitado, pra ele aprender a não cantar parabéns em velório.
Ele tentou se explicar: - Bem que estava achando aquele bolo grande demais.