segunda-feira, 23 de abril de 2018

CÓDIGO FRANKENSTEIN

Lá vem a CLDF sempre na contramão de tudo que é bom para o DF, com mais uma de suas invenções tentando aprovar o novo Código de Obras através de votações a toque de caixa, tentando ganhar o eleitor de qualquer maneira, mesmo que para isso tenha que atropelar direitos, beneficiando infratores de todas as camadas.




O novo Código de Obras é um descalabro que foi aprovado e promete dar mais agilidade nas liberações de licenciamento, uma verdadeira ode à impunidade.
Acontece que, com a grande quantidade de emendas, sempre com o intuito de beneficiar alguns chegados, a coisa parece não vai sair tão boa para a população do DF. Os maiores beneficiários são os que burlam as leis.
Até emendas para diminuir o poder de fiscalização da Agefis rolaram. Agora o invasor de terras públicas terá de ser notificado e vai ter um prazo de trinta dias, com mais dez para apresentar recurso. Com isso abrem a porteira para as invasões, esse câncer do DF, tudo isso embutiram no Código “Frankenstein”,que eles estão chamando de a salvação da lavoura.
Mas o toque lapidar foi dado pela bancada evangélica, onde reduz multas, dobra prazos para adequação de templos religiosos, um mimo que não será estendido ao resto da população, que segue leis e resoluções. 
Só espera-se que o governo ponha ordem na bagaça e não deixe essa falta de senso prosperar.