quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

BONDADE EMPRESARIAL

Parece que a natimorta Parceria Público Privada—PPP(que na verdade é uma concessão) onde empresários querendo o melhor para o povo, pois a maioria está fazendo pós-graduação para ingresso no céu, e o amor pelo povo virá dos milhões gastos sem nenhum retorno, pois a maioria do empresariado investe apenas por amor, nada de dinheiro, esse 
desagregador da sociedade, que teima em manchar o altruísmo da turma, estou com os
olhos marejados só de pensar...”
qualquer beijo de novela me faz chorar” acho que estou ficando muito sensível, talvez esteja contaminado pelo vírus da bondade dessa turma.


Tanto lugar bom para implementar boas parcerias, se quiserem um Kartódromo porque não reavivam o existente no interior do Autódromo? Outra parceria interessante seria com o Mané Garrincha, aquele da água mais cara do planeta, lembram?
No centro de Brasília, com fácil acesso, com tudo perto, inclusive os melhores hotéis, metrô, pontos turísticos, shoppings...mas não, apenas o Guará atende as especificações, pois a população pouco está ligando se vamos perder parte de algo que será importante para as gerações futuras, tudo em troca de míseros reais que aumentarão, sem dúvida alguma, a já grande fortuna de alguns em detrimento da população.
Ninguém é louco de ser contra a modernização dos espaços, mas isso aí é apenas o capital pelo capital, pois quando o cliente é o governo, o lucro está mais que garantido. Impossível acreditar que depois de enterrar dinheiro na tão badalada reforma pras olimpíadas, agora querem fazer uma verdadeira doação para os amigos do rei, onde os súditos, se não abrirem bem os olhos, dançarão não ao som do “Quebra-Nozes”,mas ao novo ritmo do momento: o quebra nós.
Espero que não esqueçam da invenção dessa turma.