sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

EXAGERO DOS USADÕES

Sempre quando bate uma preguiça, marco com o Caixa Preta um encontro lá na praça, onde assunto é que não falta, os casos contados por ele sempre merecem um trato especial, pois sempre tem um na ponta da língua.
O velho Caixa como bom observador não deixa nada passar em branco, até briga de vizinhos ele registra e depois me conta, sempre solto sonoras gargalhadas ouvindo os mais malucos casos.


Essa ele ouviu por lá em volta da mesa “Luigi Hoffer”(o popular Velho Barreiro) onde um grupo de usadões se sentam para mentir e delirar, pois só conseguiam ver mulher pelada quando a Playboy ainda circulava.
Um deles já na idade do Condor(dor nas juntas, nas costas, na cabeça...)quase batendo nos oitenta disse que estava em plena forma, só o estômago anda rateando, no domingo lá na feira, comeu uma feijoada, acompanhada de umas “cervas” e umas dez caipirinhas, sentiu-se meio pesado e sonolento…
Prá não perder a viagem outro disse: - Pois eu tenho 78 , e também estou legal, mas acho que minhas pernas andam fraquejando. Ontem eu joguei uma pelada no Cave, depois andei uns três quilômetros. À noite, minhas pernas estavam um pouco doloridas.
Prá fechar o mais velho que não queria ficar atrás soltou essa :
-Já eu, que tenho quase noventa anos, não sinto esses problemas.
Mas minha memória está começando a falhar. Ontem, de madrugada, bati na porta do quarto da empregada; ela acordou assustada e falou:
"Que é isso, “Seu” Alfredo? de novo? Tu quer me matar"?
Tu aguenta???Nem eu.