sábado, 3 de dezembro de 2016

POUCO CASO

Último domingo do mês, eu e meu amigo Caixa Preta tínhamos marcado encontro na rua do lazer, que em virtude de lei, sempre acontece no último domingo de cada mês.


Tínhamos certeza que as vias centrais estavam interditadas e a população já estava aproveitando com amigos, filhotes e namoradas aquela tranquilidade proporcionada em boa hora por uma lei distrital, que criou a nossa rua de lazer.
Mas acontece que no Guará lei é coisa que não se cumpre nem a pau, parece até que somos de outro estado da federação, então, mesmo sendo lei, aqui não será cumprida nem a pau.
Estranhamente todos os órgãos envolvidos, simplesmente resolveram dar uma banana mais uma vez pra população, já que o evento não envolvia nenhum político ou talvez não desse o destaque que essa tchurma gosta.
Graças a valorosa PM-DF que rapidamente se antecipou, apesar de não ser obrigação dela, e fechou os diversos acessos da via, mas a população avisada por grupos de Whatsapp, não quis arriscar a vir curtir o domingo na rua de lazer, o que diga-se de passagem foi lamentável. Poucos compareceram dando uma ideia de total abandono e falta de compromisso das autoridades responsáveis por fazer acontecer a rua de lazer. Mais uma vez todos tiveram a sensação de que algo está fora de sintonia por aqui, mas logo aparecerão aquelas desculpas esfarrapadas de sempre.
Mas se algum político quisesse armar tendas e folders para a devida propaganda, talvez a rua fosse interditada três dias antes, como já aconteceu em ocasiões anteriores.
Se não conseguem cumprir a lei, que a revoguem, mas não façam os moradores de bestas.