terça-feira, 22 de setembro de 2020

ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO

Estava aqui curtindo a minha prisão domiciliar quando de repente o telefone toca. Era o meu amigo Caixa Preta, achei até bom ele ter telefonado, pois não aguento mais ver a turma do me engana que eu gosto, fazendo das tripas coração para tentar encobrir as mazelas que os chamados donos da cidade teimam em aprontar, principalmente quando se trata de coisa pública, parecem um bando de Pitbull’s adestrados.
A população que de vez em quando tenta se defender contra esse ataque predatório, por qual hoje passa o Guará, logo é rechaçada.



O pior é ver alguns tentando justificar o dinheiro do contribuinte ser criminosamente jogado fora, com armações que fedem a alguns quilômetros de distância. Fazer isso é o mesmo que tapar o sol com uma peneira furada, querendo esconder ou defender o indefensável, como se a população fosse trouxa em não agradecer as migalhas investidas em melhorias na cidade, choramos de barriga cheia.
Nada temos a agradecer, muito a reclamar, espero que o Guará acorde, pois a coisa não está boa. Não podemos continuar aceitando essa condição de sempre levar o tapinha nas costas como se fôssemos animais de estimação para sermos acariciados.



Até quando esses aproveitadores de plantão vão continuar a levar a população do Guará no beiço com essa conversa de bonzinho? Chega dessa enrolação.
A população tem que ficar atenta e muito ligada, pois do contrário irá, sem dúvida alguma, ouvir dessas bocas risonhas o pedido de votos nas próximas eleições, ou o objetivo é outro?
Se cuida Guará!

Nenhum comentário:

Postar um comentário