sábado, 4 de novembro de 2017

DIA DE FINADOS

Dia de finados vi uma cena muito curiosa ali em frente ao BRB da QE-07,uma senhora chorava e acendia velas na entrada do banco, dava pena ver o estado da pobre mulher, me aproximei curioso e aproveitei para prestar solidariedade.



Pensei até que o ente querido dela fosse algum bancário ou cliente que tivesse morrido por ali.
Falei meio sem jeito, para não parecer intrometido: - Minha senhora, não seria melhor acender essas velas lá no cemitério, no túmulo do seu parente?
Ela apesar de não ter gostado da intromissão calmamente respondeu: - O senhor tem toda razão, mas é aqui nesse lugar que meu marido tá “enterrado” até o pescoço…

Lascou!!!