quarta-feira, 1 de novembro de 2017

TERRENO DIVINO

É lindo ver o crescimento daquela tendinha ali na frente da Abrace, dentro da área do Cave que, sorrateiramente, está se transformando em um grande templo ecumênico que vai deixar o do Bispo Edir Macedo no chinelo! Perto desse, o templo de Salomão será conhecido apenas como um puxadinho. Chupa São Paulo!


Agora que vem a parte mais importante: acontece que isso é apenas uma pequena invasão de área pública que, como um grande milagre, virou essa imponência toda. Talvez para esperar a volta do Criador que sem dúvida passará pelo Guará para uma visita ao rebanho.
Apesar de tudo o terreno ainda está sob o jugo das leis terrenas, mas ninguém quer aparecer como pai da tal autorização, ninguém sabe quem deu autorização para a coisa, pois filho feio dificilmente tem pai e ficam fazendo aquele joguinho de empurra, quando a coisa tem muita mutreta por trás.
Mas a fiscalização para acabar com as dúvidas levantadas podia dar uma chegada lá e pedir os alvarás e licenças para acabar de vez com a celeuma e discussões.
Para adiantar podiam mandar a AGEFIS, SEOPS, que não fiscalizam a parte celeste, mas pelo menos da parte terrestre cuidam, aplicando uma boa multa e obrigando o servo do senhor a retirar as raízes lá fincadas.
Talvez a grande herege Agefis já esteja até esquentando os motores dos tratores para a demolição. Certamente será um grande espetáculo midiático, onde a maldade dos pecadores cumpridores das leis terrenas será lançada nas chamas incandescente da destruição.

Não questiona-se aqui o trabalho que deve ser desenvolvido ali, mas na forma como estão ocupando o terreno em uma área nobre da cidade. Acho que aquele castelo vai ter que ser retirado dali, ou então rasguem o plano urbanístico e viva as invasões.