sábado, 18 de junho de 2016

SEM RETORNO

Aqui no Guará continua tudo como antes no Castelo de Abrantes. Basta ler uma reportagem de um jornal da cidade, que bate na ferida ao fazer a pergunta:”Qual o custo x benefício de uma Administração”?
Parece até que o mundo acabou para alguns, ao se sentirem atingidos por sua incapacidade de dar um retorno maior ao dinheiro destinado a ser aplicado na cidade, pois parece que todo o dinheiro que chega por aqui, mal dá para pagar a folha de pessoal.
Muita coisa por fazer, não só aqui, mas em todas as Administrações, parece que dada a situação de quebradeira por qual passa o país,não sendo diferente aqui no DF, muito deixará de ser feito por mais que se esforcem.
E ainda tem maluco falando de eleições para Administrador sem fazer uma análise fria do que estaríamos sujeitos em termos de finanças e outros “embroglios” que sempre vêm embutido nessas propostas mirabolantes dos desempregados e candidatos a uma vaguinha nas tetas do Estado. Este que cresce desordenadamente sem encontrar soluções para os problemas gravíssimos que enfrentamos.
Com o DF crescendo desordenadamente parece que a tão almejada boquinha está cada dia mais difícil de conquistar. Mesmo que seja com um projeto que penaliza e incha o Estado, ao invés de oferecer o que a população espera e tem direito.