terça-feira, 15 de março de 2016

TOQUINHO

Sempre que eu encontro o Caixa Preta ele me conta algumas histórias incríveis que só uma mente fértil e o espírito gozador do cabra conseguem inventar.



Essa última que ouvi me fez rir um bocado:” Perto da casa do velho Caixa morava uma família com quatro filhos e o Caixa era amigo de todos, os moleques gostavam de jogar bola no meio da rua, o famoso golzinho.
O mais animado deles era Toquinho, vou explicar o motivo do apelido, Toquinho nascera praticamente sem braços nem pernas, colados ao corpo apenas partes dos braços e pernas com os dedos, daí o apelido.
Toquinho se locomovia em cima de um carrinho de rolimã que o pai havia feito, os irmãos puxavam pra cima e pra baixo onde iam levavam o Toquinho.
Um dia estavam sem fazer nada, um calor de lascar resolveram ir nadar lá na prainha do lago, o Toquinho não queria ir e contra vontade foi levado pela galera.
Chegando lá colocaram o Toquinho em cima de uma prancha na beira do lago, caíram na brincadeira e esqueceram do irmão que terminou sendo arrastado para dentro do lago, acabou caindo da prancha, já estava se afogando quando um “bebum” lhe socorreu, mas em vez de colocá - lo em segurança na beira do lago, adentrou mais ainda no lago e jogou Toquinho lá no fundo dizendo: Vai tartaruguinha...vai...
Se os irmão não tivessem visto, com certeza Toquinho teria morrido”.
O Caixa garante que é verdade.