sábado, 5 de janeiro de 2019

CHEGA DE CHORO

Sai governo entra governo e as lamúrias se repetem, a choradeira diária do GDF não é nada nova, é de cortar até os corações mais duros, já que não existem recursos para nada.



Quando o assunto é festa, aí a coisa muda de figura, as torneiras estão sempre abertas para nos proporcionar o circo nosso de cada dia. Enquanto isso os problemas se avolumam de forma incontrolável, parecem não ter mais conserto.
Como sempre acontece nessa época do ano, esquecemos de tudo e o país que a muito está em marcha lenta, para de uma vez, todas as atenções agora estão voltadas para os festejos de Natalinos e Ano Novo, que na verdade nada trará de novo a não ser a confirmação do nosso atraso no mundo, sempre copiando errado o que vem de fora.
Nada disso realmente interessa, apenas o feriado, as bebedeiras homéricas, a comilança, as falsidades que afloram nesse período, principalmente na hora de trocar os presentes e no momento da ceia, onde parece que passamos o ano em algum campo de concentração de tão famintos, alguns comem até a rolha do vinho vagaba comprado na esquina.
No Guará começamos a observar o desespero de alguns, pois já estão sendo esquecidos na indicação da Minha boquinha, minha vida.
Basta ver a quantidade de listas tríplice que apareceram com nomes que nem conheciam o Guará, mas estavam escondidos ninguém sabe onde, trabalhando pela comunidade, lutando lá nas catacumbas para melhorar o nosso pedaço.
Dá vontade de rir pois chorar seria o óbvio, cada figuraça que só de passar perto de algum candidato, já sente que é chegado do cabra e um dos preferidos para ocupar qualquer cargo, parece até um teatro de horrores, pois falta o famoso simancol que passa sempre longe dessa turma.
Feliz Natal e um próspero Ano Novo!