quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

PARAÍSO DA TUIUTI

Aos trancos e barrancos, depois de muita folia, chegamos à Quarta-Feira de Cinzas. Tentar agora reorganizar as ideias e ver o que ainda restou, mas tudo indica que muito pouco vai dar pra ser feito, pois o ano está passando.




A verdade é que a Mangueira entrou rasgando, o Brasil inteiro sentiu, claro que os mais sensíveis sentiram com maior intensidade, outros mostrando que não se abalam, dormiram quando aconteceu, pouco se lixando para a triunfal entrada.
Por aqui a coisa não foi diferente, o mesmo dinheiro jogado fora em nome de uma cultura inútil, mas importante é prover os foliões de pão e circo nem que para isso projetos importantes fiquem em segundo plano.
O mais interessante nisso tudo é a choradeira do Governo, para nada existe verba, mas para festas a torneira está sempre aberta, pois posso garantir que para a maioria dos contribuintes, festas é o que menos interessa. Assuntos mais importantes ficam sempre relegados a segundo plano, afinal Saúde, Segurança, Educação não devem ser priorizados, corre o risco do cidadão ficar mal acostumado, vamos continuar sambando e nos contentando com a entrada da Mangueira.
Não deixem o samba morrer.