segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

PEDRAS FUJONAS




Falando sobre saudade , o velho Caixa me falou das “finadas” Pedras Portuguesas que não tendo mais onde ficar resolveram invadir o Parque do Guará, pois o pessoal que está trabalhando por lá fazendo levantamento para a implantação definitiva do nosso Parque se depararam com montes de Pedras Portuguesas em uma das muitas residências lá existentes.
Segundo ouvi falar uma boa parte delas foi vista num terreiro de alguém que mora por ali, parece que elas fugiram e pediram asilo político para não serem enterradas em algum quiosque de “chegados” ... mas isso é o Guará hoje.
O homem não parava de falar, estava difícil entender toda a angústia do Guerrilheiro do Cerrado , arrancaram de forma atabalhoada um patrimônio público , tiraram fotografias todos sorridentes pela grande “Obra” que iria começar... foi aquele carnaval de “Embromation” tão comum no Guará , encheram de placas com os dizeres “Estamos trabalhando por vocês” quando o certo seria “Estamos Atrapalhando Vocês” , esse festival de enrolação já se arrasta a meses e até agora nada de calçadão.
Está na hora de parar com tantas desculpas esfarrapadas e terminar essa obra, pelo jeito no ritmo que vai só ficará pronta no “Centenário do Guará”.